fbpx

Em ‘tour’ pela Europa, Lula é alvo de protestos na Bélgica

Em ‘tour’ pela Europa, Lula é alvo de protestos na Bélgica

Compartilhe:

Giro do ex-presidente pela Europa não teve só encontros com lideranças de esquerda e discursos para plateias amigáveis

Em campanha aberta pela Presidência da República em 2022, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) está aproveitando os últimos dias para se confraternizar com lideranças da esquerda europeia, que sempre se encantou pelo petista. O provável candidato ao Palácio do Planalto já passou por Alemanha, Bélgica e França — país no qual foi recebido com honrarias de chefe de Estado pelo presidente Emmanuel Macron — e segue a peregrinação pelo Velho Continente nesta quinta-feira, 18, na Espanha.

Embora a cobertura de parte da imprensa esteja focada nas reuniões e discursos de Lula para plateias amigáveis, houve também manifestações e protestos contrários à presença do petista em território europeu. Pelo menos em Paris e Bruxelas, o ex-presidente foi alvo de grupos de manifestantes que exibiram cartazes com mensagens como “Lula ladrão” e “chefe do crime”, em francês.

Em Bruxelas, a concentração de pessoas que protestavam contra Lula era pequena, mas barulhenta, e se reuniu em frente ao Parlamento Europeu, onde o ex-presidente discursou para líderes de partidos de esquerda. No mesmo local, também havia militantes petistas apoiando o ex-condenado pela Lava Jato.

Veja mais imagens dos protestos contra Lula na Europa

Cartazes contra Lula lembraram a prisão do ex-presidente | Foto: Reprodução/Redes Sociais
Petista foi alvo de protestos na França e na Bélgica | Foto: Reprodução/Redes Sociais

Leia também:

Compartilhe: